domingo, 5 de julho de 2015

O primeiro passo para a cura é a compaixão por você mesmo!


Em qualquer desequilíbrio gerado no corpo ou na mente é muito difícil que nos acolhamos de forma sadia.
Geralmente tentamos nos livrar do desconforto que nos atrapalha sem olhar diretamente para ele.  Causando assim um desequilíbrio ainda maior.

O grande segredo para iniciarmos um processo de cura, seja qual for, começa sendo mais gentil com a gente mesmo, acolhendo a dor ou desequilíbrio com amorosidade, aceitando o desequilíbrio e vendo nele um aliado, pois ele apenas se instalou ali porque deixamos de olhar para algo. Você já parou para pensar nisso? Às vezes deixamos de olhar para pontos dentro de nós que precisam ser trabalhados e se não fosse algo nos incomodando nunca pararíamos para olhar . Por exemplo, uma dor na coluna lombar, pode estar querendo mostrar para você, que precisa fortalecer a sua base, sua estrutura, ter mais confiança em você mesmo, flexibilidade e estar mais atento à vida.  Muita gente tem dor nessa região da coluna, pois temos a tendência a nos acomodar e nos enrijecer, seja por medo, preguiça ou rigidez mental.  Isso dentro da minha experiência é um dos motivos principais para essa dor. Mas você pode encontrar muitas definições emocionais para isso, e se investigar sua dor mais a afundo com ajuda de um terapeuta conseguirá ir muito além do que essa definição superficial que apresento.

Acolha o problema ou pelo menos crie o desejo de aceitá-lo, pois se irritar e se sentir culpado não resolve o problema, pelo contrário, acaba aumentando o desequilíbrio e gerando outros como consequência.
Mantendo o exemplo da coluna, já que faz parte do meu trabalho e é algo que experimentei no meu próprio corpo de maneira intensa.

 Quando sentimos uma dor forte na coluna a sensação de impotência é bem grande, quem já passou por isso dependendo do grau e da causa da dor na coluna sabe bem do que estou falando.  Espirrar num caso desses pode ser um grande problema!

A maneira como lidamos com a dor é que vai direcionar o caminho de cura.

Na minha experiência pessoal, toda vez que a dor na coluna me “travava” me sentia muito culpada por não conseguir trabalhar, irritada, pois tinha todo um conhecimento, mas não conseguia aplicar para mim mesma, tinha tanta coisa para fazer e meu corpo ali travado e eu deitada na cama. Nesse padrão de pensamento acabava com uma limitação ainda maior, com a coluna toda enrijecida.  Foi depois de um tratamento físico e terapêutico que fui aprendendo a lidar melhor com a dor e a frustração de adoecer, aprendendo a ter mais compaixão pelo meu corpo, respeitando suas limitações e acolhendo meus medos, que em muitas das vezes era o fator desencadeante da dor. E hoje ao invés de me desesperar por estar sentindo dor nas costas novamente, eu paro gentilmente para escutar o que o meu corpo quer me dizer. E mesmo que eu não consiga ouvir a resposta, silencio a mente, trabalho minha respiração de maneira profunda e focada e percebo os movimentos que são melhores para minha coluna neste momento de crise. Caso sozinha eu não consiga melhorar busco ajuda!

Mas, uma dor que antes era recorrente e que me limitava por semanas e de forma enlouquecedora, na qual ficava dependente de remédios para aliviá-la, hoje é uma dor muito mais amena, esporádica e breve, pois sei lidar melhor com essa minha limitação e quando sinto que meu corpo esta começando a reclamar e a sentir os desconfortos na coluna, já paro para acolhê-lo e escutá-lo.

Manter-se ativo e consciente é sempre importante, nos responsabilizarmos por nossos atos incluindo a não agressão a si mesmo e ao próximo faz parte dessa consciência. Seja responsável por si mesmo, escute-se e se não conseguir sozinho busque ajuda!

Abaixo coloco alguns sites e referências bibliográficas para auxiliar você nesse processo de reequilíbrio e cura:

- Livro: Cuidando do Corpo Curando a Mente; Borysenko, Joan; Ph.D. em Ciências Médicas pela Escola de Medicina de Harvard. Ed. Viva Livros

(Gosto muito da didática da Dra. Joan Borysenko, ela é bem clara e objetiva, com um conteúdo riquíssimo em poucas folhas.)


- Livro: Anatomia da Cura , O significado da doença, física, mental e espiritual: Page, Cristiane R. Ed. Ground

-   Upload do livro Você  pode curar sua Vida:

- Livro- Saúde Emocional: Transforme o Medo, a raiva e o Ciúme em energia Criativa; Osho. Ed. Cultrix

- Livro: Stress a seu favor: Como gerenciar sua vida em tempos de crise; Andrews, Susan. Ed. Ágora

- Saúde Perfeita: Um roteiro para integrar o corpo e mente com o poder da cura quântica; Chopra, Deepak. Ed. Best Seller.