terça-feira, 7 de julho de 2015

Uma prática respiratória para você experimentar e se conectar!!!



Gostaria de sugerir que você parasse por um momento, fechasse os olhos se possível, e observasse sua respiração. Somente observe tentando não interferir no seu ritmo e quantidade de ar que inspira e expira. Observe também como se sente. Percebe angustia tristeza, ansiedade, calma...?

Se for possível escreva em um papel ou bloco de notas, para comparar o antes e o depois!

Agora, suavemente coloque uma mão sobre a região do coração e a outra sobre a barriga, um pouquinho abaixo do umbigo.  Caso você, por algum motivo não consiga, coloque sua intenção nessas regiões.
Gentilmente vá levando o ar na região logo abaixo do umbigo. Perceba que quando você leva o ar nessa região, sua barriga deve elevar e na hora de soltar o ar encolher, vá repetindo esse movimento até se tornar confortável, quando estiver confortável, vá aumentando a quantidade de ar que você respira, sempre tentando manter a expiração (o movimento de soltar o ar) maior que o de inspiração (o movimento de puxar o ar).  Ainda se for confortável para você, conte enquanto inspira até 4 segundos e tente expirar em até 8 segundos, mas vá no seu ritmo, sempre tentando a proporção de 1:2. (Se conseguir menos, respeite e vá com calma, se conseguir mais sem ter que interromper para pegar fôlego está ótimo, de qualquer maneira vá se trabalhando para evoluir na respiração).

 A partir daí vá levando o ar também lá na região do seu coração, respirando lentamente, enquanto visualiza seu coração sendo nutrido e acalentado, reverenciando o fato de estar vivo, de seu coração estar ali mantendo seu corpo todo funcionando, respire com gratidão, parando por um momento para sentir o que seu coração precisa! E aproveite para se questionar, quantas vezes você para, para saber das necessidades do seu coração? (E não o que sua mente acha que ele precisa). Feche os olhos, sinta-se por um momento e respire para ele! Nutra seu coração com esse ar, o quanto sentir necessário, em seguida volte à atenção agora  para as duas regiões, peitoral e baixo abdômen e tente levar o ar primeiro para a região abdominal, e na hora de soltar o ar, faça o contrário, solte primeiro o ar do peito e por último o ar lá da barriga. Mantenha essa respiração até sentí-la confortável ou tente realizar pelo menos 12 respirações em cada exercício.

Ao finalizar o exercício, se possível feche os olhos novamente e observe como está sua respiração neste momento. Como se sente? Percebe alguma mudança no seu estado emocional e em sua respiração? Compare o antes e o depois!!

Tente introduzir essa técnica em algum momento do seu dia. Pratique!

Se você se sentir a vontade compartilhe sua opinião e/ou dúvida que apareça durante os exercícios!



Em breve postarei mais artigos explicando sobre a importância da respiração e outras técnicas respiratórias para você experimentar seu corpo e mente mais integrados!!